| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

URBANO EM REDE
Desde: 02/05/2011      Publicadas: 122      Atualização: 20/06/2018

Capa |  Bloguistas  |  Cantinho do aluno  |  Cantinho do professor  |  Escola da Família  |  Esportes  |  Projetos  |  Urbano no ar


 Bloguistas

  08/02/2012
  0 comentário(s)


HOMENAGEM AO PROF. CARLOS HUMBERTO BIAGOLINI - PROJETO AVES URBANAS.

27/10/2011 PL. Nº. 123/11 " Institui no âmbito do município de Guarulhos o Projeto Aves Urbanas e dá outras providências

HOMENAGEM AO PROF. CARLOS HUMBERTO BIAGOLINI - PROJETO AVES URBANAS.
27/10/2011 PL. Nº. 123/11 " Institui no âmbito do município de Guarulhos o Projeto Aves Urbanas e dá outras providências
Art. 1º - Fica o executivo autorizado a implantar o no âmbito do município de Guarulhos o projeto "Aves Urbanas" com o plantio de árvores frutíferas, nas escolas municipais e em locais públicos, tais como parques, praças, áreas verdes, dentre outras.
Art. 2º - Verificada qualquer impossibilidade no plantio das árvores frutíferas fica autorizado o executivo a implantar bandejas com alimentos a serem oferecidos às aves, tais como, mamão, banana, laranja, tangerina, carambola, maçã, alpiste, girassol, painço, quirera de milho, dentre outros.
Parágrafo Único : Na hipótese de serem implantadas as bandejas, as mesmas deverão ser trocadas semanalmente.
Art. 3º - As despesas decorrentes da execução da presente Lei, correrão por conta de verbas próprias, consignadas em Orçamento, suplementadas se necessário.
Art. 4º - Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.
Vereadora Luiza Cordeiro (PCdoB) - Sala de Sessões, 17 de maio de 2011.
Justificativa
A presente proposta visa demonstrar as crianças e a população sobre a importância que as aves representam ao meio ambiente, assim como, a importância do convívio com as mesmas respeitando seus espaços e o desenvolvimento de cada espécie.
Hoje com o avanço da cidade sobre áreas verdes é cada vez mais comum encontrarmos na cidade aves que antigamente habitavam em áreas de puro verde, na verdade, como bem sabemos o homem que vem se desenvolvendo e cada vez mais ocupando os espaços do meio ambiente destinado à fauna e flora.
Neste sentido pedimos "vênia" para transcrever o experimento realizado por CARLOS HUMBERTO BIAGOLINI e CARLOS HUMBERTO BIAGOLINI JUNIOR:
"Foi-se o tempo que quando se pensar em aves urbanas, lembrava-se de pardais pombos e urubus. Hoje o número de espécies de aves que estão habitando áreas metropolitanas é muito grande e em alguns lugares chegam a surpreender pela diversidade. As supostas razões são diversas que vão desde o desmatamento de áreas verdes devido o crescimento populacional como também em contra partida, um maior cuidado com o plantio de mais árvores pela cidade. Por uma razão ou por outra, o fato é que as aves estão por aí encantando aos mais atenciosos e de ouvidos aguçados.
Hoje é possível encontrar com certa facilidade no município de São Paulo " Brasil, aves que a bem pouco tempo não se via como por exemplo: Sabiás Laranjeiras (Turdus rufiventrins) saíras (Tangara seledon) , sanhaços (Thraupis sayaca), tico-ticos (Zonotrichia capensis), periquitos- verde (Brotogeris viridissimus), cambacicas (Oereba flaveola), beija-flores (ordem Trochiliformes), papascapim (Sporophila caerulescens) , além das já conhecidas rolinhas (Columbina talpacoti), pombo-doméstico (Columba livia), pardais (Passer domesticus), bem-te-vis, ( Pitangus sulphuratus ), sabiásdo-campo (Mimus saturninus), corruíras (Troglodytes aedon) e Bicos de Lacre (Estrilda astrid).
As aves sempre fascinaram o ser humano, seja pelo canto, beleza ou pela serventia ao homem e no Brasil não poderia ser diferente, dada a extensão territorial e a grande variedade de ecossistemas, temos aqui uma enorme variedade de espécies de aves a serem observadas. Algumas fáceis de serem observadas, outras nem tanto e outras ainda muito difíceis e raras. Isto faz da observação de aves um tipo de pesquisa fascinante. A exemplo disso temos como exemplo Johan Dalgas Frisch, que no início da década de 60, conseguiu gravar o canto do Uirapurú, fato que o tornou conhecido mundialmente pelo fato de seu trabalho ter sido gravado em disco com o título de: "Vozes da Amazônia com o lendário canto do Uirapuru", sendo este vendido no mundo todo. As aves são animais fáceis de serem identificados. "Todo mundo pode reconhecer uma ave. Tem penas, asas, pernas e penas. Tem espinha dorsal, são de sangue quente e põe ovos. Nem todas, porém algumas podem voar" (Grzimek, B; 2003, p-3).
As aves são seres que estão presentes em praticamente qualquer lugar do mundo. "Estes animais são capazes de sobreviver na terra ou na água, sob as mais variadas condições climáticas, porque a forma de seus corpos, sua fisiologia e seu comportamento lhes possibilitam adaptar-se às exigências dos diferentes tipos de meio-ambientes". (Broom, D; 1977, p-6)
Sou Biólogo e Professor de Ciências e Biologia na Rede Pública Estadual de Ensino e também em escola particular e meu filho Carlos H. Biagolini Junior, Estudante de Biologia na Universidade Federal de Lavras-MG, e estamos desenvolvendo a algum tempo um trabalho de observação de pássaros na cidade de S.Paulo. Este trabalho consta no ato de oferecer alimentação para as aves, através de uma bandeja próxima ou fixada a uma árvore. O propósito desta pesquisa tem sido identificar o crescimento do número de determinadas espécies, hierarquia entre as aves, rituais que algumas possuem, preferências alimentares e a possível existência de aves exóticas.
O tipo de alimento oferecido é o mais natural possível e a interferência no meio ambiente deve ser também a menor. Assim, alimentos industrializados não fazem parte do cardápio. Utilizamos frutas como mamão, banana, laranja, tangerina, carambola e maçã. No caso de sementes, oferecemos alpiste, girassol, painço ou quirera de milho, bem fininha.
Fato observado durante a pesquisa é que os animais que pousam na bandeja simultaneamente e se alimentam em grupos, raramente demonstram reação de incômodo diante de espécies diferentes comendo no mesmo local, confirmando teoria encontrada em livros.

"Os animais não são ávidos por território. Em um mundo ideal, seus territórios seriam estabelecidos só para satisfazer suas necessidades alimentares. Não há sentido em despender energia para defender um território maior que o necessário .Quando isso ocorre é sinal de que há escassez de alimentos naquela área" (Birkhead, T. 1998, p-86).
Este trabalho foi iniciado no ano de 2002 com a colocação da bandeja em minha própria residência e em 2006 foi levado a uma das escolas em que trabalho. A pesquisa naquele ano foi desenvolvida com a participação de alunos do ensino fundamental de 6a e 7a séries que da janela da escola, tinham acesso a bandeja com alimentos oferecidos preso na copa de uma das árvores plantadas na calçada da escola e assim da sala de aula era possível observar flagrantes das visitas constantes dos pássaros e aves da região do bairro de Cidade Patriarca, Zona Leste de S.Paulo. Diversas aves visitaram o local durante a realização dos trabalhos com os alunos. Porém entre os maiores freqüentadores podemos citar: Sabiá Laranjeira (Turdus rufiventris), Sanhaço (Thraupis sayaca) e o sempre presente Cambacica (Oereba flaveola)

O trabalho encantou os alunos, no entanto no início a curiosidade levava-os a ficar na janela, para ver e fotografar as aves, o que acabava afugentando-as. Com o passar do tempo, os alunos entenderam melhor os objetivos e passaram então a participar da pesquisa de forma mais objetiva, desenvolvendo tarefas tais como: pesar os alimentos antes e depois das refeições das aves, pesquisar origem dos animais ou ainda nomes científicos e populares, anotando o tempo ou intervalo das refeições como também aprenderam a observar de forma mais discreta, sem assustar as aves que por ali passavam.

A pesquisa nesta escola foi encerrada no ano de 2007 com a apresentação de um relatório final, descrevendo todos os visitantes, hábitos alimentares e outras informações que para os alunos foram descobertas importantes realizadas na prática.
As observações continuam em São Paulo e meu filho que estuda em Lavras-MG, tem a vantagem de poder observar outras espécies que quase não aparecem em S.Paulo-SP, como por exemplo, algumas espécies de Tucanos, principalmente o Tucanuçu (Ramphastos toco) que lá, é muito mais comuns do que se imagina.
De Lavras-MG a caminho de S.João Del Rey-MG ou até Tiradentes-MG é possível observar revoadas de tucanos pela estrada, fato que dá um charme especial a quem viaja por aquelas estradas. Também no trecho de estrada entre Três Corações-MG e São Tomé das Letras-MG não é fato raro observar tucanos voando ou nas áreas que margeiam o caminho. Estas aves já tiveram papel ligado a história do Brasil. "As penas dos tucanos sempre mereceram a especial atenção dos indígenas brasileiros, constituindo importante fator na confecção de enfeites pessoais. Entre os escalões mais civilizados da sociedade do Brasil, os ornamentos de papos de tucano atingiram seu ápice como adereços dos mantos utilizados nos grandes cerimoniais da corte, pelos imperadores D.Pedro I e D.Pedro II " (Frisch, J.D. 2001, p.7).
Atualmente o projeto está sendo implantando em uma escola da rede estadual de ensino no bairro de Cidade A. E. Carvalho, periferia de São Paulo.
Lá, a bandeja com alimentos também foi instalada e 10 dias após a colocação, os primeiros resultados começaram a aparecer tendo sido observado a presença de sabiás -laranjeira e bem-te-vis. Por outro lado meu filho estudante de biologia da UFLA, continua seus trabalhos de pesquisa, observando e fotografando aves para futuramente publicar um livro neste segmento, publicação esta que poderá ajudar aqueles que desejam seguir esta linha de pesquisa, sendo que nos períodos de férias escolares me ajuda no desenvolvimento deste trabalho de observação de pássaros em S.Paulo, fotografando e registrando informações de aves em parques e outras áreas da capital paulista.
Saliento ainda que em relação a alimentação das aves, se houver área suficiente, pode-se melhorar a alimentação dos animais fazendo o plantio de árvores frutíferas ou floríferas no local que se pretende fazer a observação de pássaros. Desta forma a alimentação oferecida poderá ser ainda mais natural e mais diversificada, considerando que muitas aves não se alimentam apenas de frutas mas também de pequenos insetos que vivem na vegetação.

Como sugestão de plantio temos: Pinheiro, Pinheiro do Paraná ou Pinheiro do Brasil (Araucária angustifólia) que atrai: Papagaios, periquitos, jandaias, gralhas-azuis entre outras.
Mamão (Carica papaya) atrai: Tucanos, sabiás, sanhaços, gaturamos, tiés, saíras, pica-paus e outros.
Açaí (Euterpe oleraceae) atrai: Jacus, inhambus, mutum, urus, periquitos, jandaias, sabiás, jacutingas, araçaris, tucanos, surucuás, galos-da-serra, anambés e outros.
Jenipapo (Genipa americana) atrai: Emas, papagaios e outros.
Figueira (Fícus guaranítica) trai: Juritis, tucanos, araçaris, periquitos, jandaias, pombas, jacus, mutuns, urus, inhambus, sebinhos, bem-te-vis, tiés, sanhaços, besourinhos-de-bico-vermelho,sabiás, tico-ticos, tangarás e outros.
Jatobá (Hymenala courbaril) atrai: Periquitos, papagaios, jandaias, araras e outros.
Uva-do-Japão ( Hovenia dulcis) atrai: sabiás, sanhaços, saíras e outros.
Acerola (Malpighia glabra) atrai: Sanhaços, gaturamos, sabiás e outros.
Amoreira (Morus nigra) atrai: Sabiás, sanhaços, tiés, gaturamos, bem-te-vis, saíras e outros.
Jabuticaba-sabará (Myrciaria jaboticaba) atrai: Periquitos, jandaias, sanhaços, sabiás, saíras, tiés e outros.
Araçá (Psidium cattleianum) atrai: Rolinhas, tuins, periquitos, papagaios, jandaias, sanhaços, sabiás, gaturamos, saíras, tiés, macucos, inhambus, jacutingas, japins, ciganas, beija-flores e outros.
Goiaba (Psidium guajava L.). Originária da América tropical, principalmente Brasil, é um arbusto grande que pode se tornar uma pequena árvore. (Andersen, O; et al p.112). Esta fruta atrai diversas aves, principalmente periquitos que consomem o fruto mesmo verde, antes do amadurecimento.
Pitanga ( Eugenia uniflora L. ) atrai: Sabiás, sanhaços e outros.
Estas são apenas algumas das centenas de espécies possíveis de serem utilizadas para atrair aves de um modo geral. Saliento ainda que para quem tem preferência exclusiva pelos colibris ou beija-flores, há outra infinidade de espécies, mas existe uma em especial que é recomendada, dada a facilidade do plantio, pela oferta de flores praticamente todo o ano, por ser arbustiva e assim de pequeno porte podendo até mesmo ser plantado em vasos e pela variedade de cores, este vegetal é o Hibisco (Hibiscus sp). Com grande variedade, pode ser um excelente aliado na intenção de atrair aves de pequeno porte, além de trazer beleza ao jardim.
A importância deste trabalho não está só no fato da simples observação da ave em si, até mesmo porque muitas observações feitas neste trabalho já estão descritas em inúmeras publicações, mas principalmente na possibilidade de se trabalhar com jovens e assim conscientizar para que um dia, quem sabe, se consiga acabar com o péssimo e egoísta hábito de se engaiolar as aves para monopolizar seu canto.
Acredito que está na hora das pessoas entenderem que existe uma relação entre os seres vivos chamada de cadeia alimentar, sendo ela responsável pela continuidade da vida no planeta e que as aves precisam estar livres para cumprirem seu papel nesta cadeia. Não esquecendo ainda que muitas espécies vegetais e o controle das chamadas pragas urbanas, dependem destas aves em condições de liberdade.

Acreditamos que é importante a divulgação deste tipo de trabalho seja ele feito individualmente ou com alunos pois pode servir de inspiração para outros professores de ciências e biologia que queiram descobrir o quanto é agradável a observação de aves ou ainda implantar pesquisas como método de ensino, afinal quando se pesquisa, não só o aluno aprende como também o próprio professor.
Carlos Humberto Biagolini, Biólogo formado pela Universidade Cidade de São Paulo, formado também em Administração de Empresas pela Universidade Capital e em Pedagogia pela Universidade Nove de Julho-UNINOVE. Contato : carloshbiagolini@ig.com.br // c.biagolini@gmail.com

REFERÊNCIAS:
ANDERSEN, O ; ANDERSEN, V. U. As Frutas Silvestres.
Brasileiras. Rio de Janeiro: Editora Globo, 1988.
BERTELLI, A.P. O Paraíso das Espécies Vivas, Pantanal de Mato Grosso. São Paulo: Cerifa Editora.
BIRKHEAD, T. Segredos do Mundo Animal, Surpreendentes Aventuras da Vida Selvagem. São Paulo: Ed. Readers Digest Livros, 1998.
BROOM, D. O Mundo Maravilhoso das Aves. São Paulo: Ed. Ao Livro Técnico S/A Ind. Com, 1977.
CARVALHO, J. C. M. Atlas da Fauna Brasileira. São Paulo: Editora Melhoramentos, 1978.
CRZIMEK, B. Animal Life Encyclopedia. 2 ed. E.U.A : Editora AZA Michael Hutchin, 2004.
ENDRIGO, E. Aves da Amazônia. São Paulo: Editora Nobel, 2007.
FRISCH, J. D ; FRISCH. Aves brasileiras e plantas que as atraem. 3 ed. São Paulo: Dalgas Ecoltec " Ecologia Técnica Ltda, 2005.
FRISCH, J.D. Aves brasileiras minha paixão. São Paulo: Dalgas Ecoltec " Ecologia Técnica Ltda, 2005.
FRISCH, J.D. Os Doze Cantos do Brasil. São Paulo: Ecoltec " Ecologia Técnica Ltda, 2001.
GRZIMEK, B. Animal Life Encyclopedia. Alemãnha:Editora AZA, 2003.
HÖFLING, E ; CAMARGO, H. F. A. Aves no Campus. 3 ed. São Paulo: Edusp, 2002.
LORENZI, H ; SOUZA, H.M. Plantas ornamentais no Brasil: arbustivas, herbáceas e trepadeiras. 3. ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2001.
MARX, R. B ; TABACOW, J ; ALCANTARA, A. Árvores. 2 ed. São Paulo: AC& M Editora, 1989.
PINTO, O.M.O. Catálogo das Aves do Brasil. São Paulo: Editora Gráfica da Revista dos Tribunais, 1978.
QUEIROZ, L.R.S. 100 Animais Brasileiros. São Paulo: Editora Oesp, 1997.
SICK, H. Ornitologia Brasileira. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira, 2004.
Fonte: http://www.webartigos.com/articles/41797/1/OBSERVACAO-DE-AVES-EM-AREAS-URBANAS-RELATO-DE-UMA-EXPERIENCIA/pagina1.html#ixzz1McVzmm8A

Diante do exposto, pela importância que este projeto representa para nossa cidade rogamos aos nobres pares pela aprovação do mesmo.
  Web site: www.educaeco.com.br  Autor:   Prof. Audísio Batista VENÂNCIO


  Mais notícias da seção Urbano ambiental no caderno Bloguistas
18/05/2015 - Urbano ambiental - EDUCAECO - Recicla.
RECICLAGEM UM BEM SUSTENTÁVEL !!!...
18/05/2015 - Urbano ambiental - Alternativas para o óleo reciclado.
RESPEITE À NATUREZA RECICLE SEU ÓLEO DE VEGETAL !!!...
20/06/2014 - Urbano ambiental - Carta da Terra: Por um planeta sustentável e renovado.
Amar, cuidar e preservar o nosso "Planeta Terra" é nossa missão, como seres dependentes dele....
12/01/2012 - Urbano ambiental - MATANÇA CRUEL DE GOLFINHOS.
No Japão ocorre a pesca predatória e criminosa de golfinhos, um verdadeiro assassinato marinho....
22/09/2011 - Urbano ambiental - 22 DE SETEMBRO DIA MUNDIAL SEM CARRO
Voces já pensaram por que há a necessidade de uma mobilização mundial para estimular a população a deixar o carro em casa e procurar alternativa de transporte?...
12/09/2011 - Urbano ambiental - Há necessidade de adicionar a disciplina "EDUCAÇÂO AMBIENTAL" na grade escolar?
Se a Educação Ambiental pode ser uma grande solução para os problemas ambientais, por que ela ainda não é tão difundida nas escolas e nos meios sociais?...
12/09/2011 - Urbano ambiental - O poder do capital: país negocia venda de Reserva Florestal.
Qual é o valor da qualidade da vida para gestores públicos ambiciosos?...
09/09/2011 - Urbano ambiental - Horta escolar.
A horta escolar com ferramenta para educação ambiental,ascendendo a valorização intelectual junto aos discentes da E.E. REVERENDO URBANO DE OLIVEIRA PINTO....
09/09/2011 - Urbano ambiental - O lixo eletrônico.
O que é lixo eletrônico?...
21/06/2011 - Urbano ambiental - Saíram os ganhadores do projeto "Dia Internacional do Meio Ambiente"!
No último dia 6 de junho, foi comemorado o Dia Internacional do Meio Ambiente, e nossos alunos participaram escrevendo ou desenhando sobre o tema. Veja os contemplados....
22/05/2011 - Urbano ambiental - Haverá conflitos Mundiais devido a escasses de "Àgua Doce"?
O Brasil é previlegiado com suas bacias de água doce,sendo assim, corre grande risco quando o assunto é a pouca distribuição de água no entorno do "Planeta Terra"....
19/05/2011 - Urbano ambiental - CICLOTURISMO: Um nova prática de lazer e cultura.
Gostar de andar de bicicleta sem o compromisso de uma competição, objetivando conhecer novos lugares, pessoas e culturas. É a especialidade do CICLOTURISMO. utilizando esta modalidade como meio de lazer e transporte ou em uma viagem, sem necessitar ter experiência. ...
19/05/2011 - Urbano ambiental - PORTARIA Nº 518/GM Em 25 de março de 2004.
Estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade, e dá outras providências....
19/05/2011 - Urbano ambiental - Declaração de Estocolmo. (Entre os dia 05 e 16 de junho de 1972).
"A Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente reuniu-se em Estocolmo entre os dia 05 e 16 de junho de 1972 e visando a necessidade de se ter princípios comuns para orientar os povos de todo o mundo na preservação e melhoria do meio ambiente"....
04/05/2011 - Urbano ambiental - Artigo Científico: ESTUDO DE VIABILIDADE DA IMPLANTAÇÃO DE PARQUE LINEAR NAS MARGENS DO CÓRREGO CATITÚ NO BAIRRO C.A.E. CARVALHO,
Sensível é a causa pela qualidade visual urbana, a construção de parques lineares em áreas degradadas e abondonadas pelo poder público se faz necessária,por hora, impedirá a proliferação de doenças e a falta de higiêne....
02/05/2011 - Urbano ambiental - Jovens ativistas ambientais intervem e orientam em favor da educação ambiental, em periferia da cidade paulistana.
A pesquisa em educação ambiental viabiliza a formação de alunos ativistas ambientais, protagonizando ações de orientação, informação,intervenção intelectual e teórica as más ações de munícipes quanto a proteção dos recursos hídricos. ...



Capa |  Bloguistas  |  Cantinho do aluno  |  Cantinho do professor  |  Escola da Família  |  Esportes  |  Projetos  |  Urbano no ar
Busca em

  
122 Notícias